Please enable JS

Blog

cloud

É possível confiar na segurança em cloud computing?

30 de novembro de 2017 / Tecnologia / por Comunicação Krypton BPO

Sua empresa ainda faz backups em mídias físicas? Apesar do que muitos profissionais ainda resistem em acreditar, a segurança em cloud computing já ultrapassou os modelos tradicionais de backup e se torna cada vez mais confiável para lidar com um novo mercado.

Você quer entender mais por que é possível confiar na nuvem? Então este artigo foi feito para você!

O problema com métodos tradicionais de backup
Você prefere guardar seu dinheiro em um banco ou em um cofre dentro de casa? Essa é uma questão que hoje parece boba, mas que já foi causa para muita resistência no passado.

A mesma coisa hoje acontece com empresas que continuam apostando no backup feito por HDs externos, fitas e outras mídias físicas. Se esse é seu caso, não se preocupe. Nós entendemos que a lógica ainda parece forte por trás da ideia que vem sendo abandonada rapidamente em todo o mundo.

Nós temos uma relação de segurança com objetos que podemos tocar, cuidar e guardar atrás de uma fechadura e, por isso, ainda resistimos à migração para a nuvem.

Mas pense nisso: mídias como fitas DAT e óticas como DVDs têm uma vida útil limitada e podem causar o corrompimento de arquivos sem qualquer aviso. Mesmo os HDs, mais seguros, podem ser roubados ou destruídos em casos de incêndio, alagamento, picos de energia ou outros desastres.

Ou seja, o problema maior dos modelos tradicionais de backup é que eles não são tão seguros quanto dão a entender. Desde que a nuvem se tornou uma solução prática para o armazenamento e gerenciamento de dados, toda a fragilidade desse modelo começa a se tornar um fardo para uma empresa que busca se transformar digitalmente.

O ganho de segurança em cloud computing
Com a tecnologia cloud, tanto a segurança contra ataques quanto a recuperação de desastres é incrementada com a ajuda da provedora e de outros parceiros tecnológicos.

O backup dos dados, por exemplo, é feito de forma redundante e em unidades separadas para minimizar a quase zero o risco de qualquer comprometimento.

Da mesma forma, os arquivos importantes para a operação estão sempre disponíveis independentemente do desastre, o que minimiza downtimes e agiliza o processo de recuperação.

Imagine que a empresa sofra um ataque DDoS. Em backups físicos, o gestor da TI precisa acessar fisicamente o disco onde estão as cópias (muitas vezes desatualizadas), copiar para o servidor principal e só então recuperar a disponibilidade. No caso do backup em nuvem, todo esse processo é automatizado e quase que imediato.

A diferença que uma nuvem bem gerenciada faz
Não é só na garantia de backup e recuperação que a cloud computing garante maior segurança para um negócio, o seu sistema pode estar mais protegido quando conta com o apoio de uma empresa especializada.

Assim como um banco tem mais capacidade de investir em segurança do que você em casa, parceiras em cloud computing possuem times exclusivos para lidar com a proteção contra ameaças externas e a agilidade na resposta a desastres.

Fonte: Portnet

Posts relacionados

abc